Nota de Solidariedade ao jovem Edvaldo

        

 

Na última sexta-feira, dia 17/03/17, a população de Pernambuco ficou chocada com a divulgação de um vídeo em que um policial militar atira friamente em um jovem durante uma manifestação em Itambé, cidade da Zona da Mata do Estado.

 

 

 

 

O protesto contava com a participação de algumas centenas de manifestantes que reclamavam por mais segurança para a população da cidade, tendo em vista os inúmeros relatos de assaltos, inclusive de ônibus escolares da zona rural, por exemplo.

E durante este protesto, um policial chega por trás dos manifestantes e atira com arma letal, atingindo Edvaldo Alves da Silva, um jovem de 23 anos. Como se não bastasse, já bastante ensanguentado, o jovem é arrastado para a caçamba da caminhonete da polícia, para em seguida ser levado ao hospital.

Este acontecido nada é mais é do que um retrato da realidade de nosso estado. Uma população amedrontada, sem segurança alguma e cotidianamente na mira de uma polícia despreparada e que atira para matar num jovem que só pedia mais segurança para a sua cidade.

Este caso, que de isolado não tem nada, também vem num contexto de extermínio da juventude negra, que morre cotidianamente na periferia de nosso estado. Só nos dois primeiros meses do ano foram 977 assassinatos e não temos perspectiva de avanços.

Prestamos aqui nossa irrestrita solidariedade ao jovem Edvaldo, que segue internado sob risco de morte, após esta tentativa de assassinato praticada pela Polícia Militar e pelo (des)governo do Estado.

Exigimos, pois, a punição dos policiais envolvidos neste brutal abuso de poder,  para que não repitam essas  inaceitáveis barbaridades contra o povo pernambucano.

 

 

             

      Consulta Popular

        Pernambuco